8 dicas para você cuidar do seu bebê durante a exterogestação por Gabriella Jurno

Saúde

A gestação de um bebê humano leva 12 meses! Porém para que o parto torne-se possível, a natureza determina que ele deve nascer aos 9 meses quando o cérebro ainda não está completamente desenvolvido, sendo assim, podemos dizer que os últimos 3 meses da gestação acontecem fora do útero, daí o termo exterogestação.

Mas o que isso quer dizer? Vamos dar uma olhada na história e nos outros mamíferos para tentar entender…

VEJA TAMBÉM: Pop-socket: um modismo que pode causar danos por Dr. Maurício Martelletto

 

TV Catia Fonseca 8 dicas para você cuidar do seu bebê durante a exterogestação

Um bebê humano, diferente dos animais, nasce molinho, sem nem mesmo conseguir sustentar sua cabeça. Os golfinhos por exemplo nascem sabendo nadar! E os macacos? Nascem se comunicando muito mais que um bebê que passa grande parte do seu tempo dormindo!

Ao nascer somente as partes mais primitivas do cérebro de um bebê estão prontas (como os reflexos e atividades involuntárias), acredite, ele irá desenvolver e crescer cerca de 400% ainda!

Nesses 3 meses o bebê precisa de todo apoio para efetuar essa transição de maneira tranquila evitando que ele se sinta inseguro e consequentemente chore, e muito!

 



 

A seguir 8 dicas de como cuidar do seu bebê nesse período:

  1. O bebê precisa de contato, o toque é primordial para ajudá-lo a se desenvolver ele deve ser acariciado, carregado, beijado e massageado sempre que possível. O contato pele a pele com os pais é importantíssimo regulam os batimentos cardíacos e a temperatura do bebê diminuindo o numero de estresse!
  2. O bebê precisa se alimentar em livre demanda, embora o mais recomendável seja no peito, algumas mães não conseguem amamentar, então a fórmula também pode ser feita em livre demanda. O importante é o bebê comer, comer e comer, afinal ele ainda não tem uma rotina alimentar estabelecida.
  3. O bebê precisa de som, imagine tudo que acontece dentro do seu corpo, coração batendo, sangue indo e vindo, pulmão enchendo e esvaziando, adicione a isso os barulhos do mundo externo, imagina o barulhão que é dentro do útero! Bebês gostam de barulhos repetitivos, e gostam mais ainda do som da mamãe, converse, cante, leia para ele!TV Catia Fonseca 8 dicas para você cuidar do seu bebê durante a exterogestação mãe e bebê
  4. O bebê também precisa se sentir seguro, enrole-o e faça um ninho para ele dormir, lembre-se que ele ficava apertadinho no útero o excesso de espaço aqui fora o deixa realmente apavorado e inseguro!
  5. Dê colo, muito colo! Não, ele não irá ficar mal acostumado, como já falamos, diferente dos outros mamíferos eles não nascem sabendo andar, então precisam de colo, dê sem culpa! E se alguém falar o contrário ignore o conselho e continue dando colo ao seu bebê sempre que puder.
  6. Faça massagem, a shantala é uma técnica milenar que acalma e fortalece o vínculo do bebê com os pais, é uma massagem simples de nome difícil, e bem fácil de ser aplicada.



    VEJA TAMBÉM: Como adaptar a casa à chegada do bebê por Dr. Renato Zanetti
  7. Se perceber que ele está com desconforto intestinal, faça uma compressa quente na barriga dele, o calor possui efeito calmante, se puder coloque-o em contato com a sua pele isso irá relaxá-lo ainda mais.
  8. E por último mas não menos importante dê um banho de balde, afinal quer um ambiente que lembre mais o útero do que um espaço restrito e com água quentinha como num balde?

TV Catia Fonseca 8 dicas para você cuidar do seu bebê durante a exterogestação bebê dormindo

Lembre-se, o bebê está passando por um momento de extrema importância, ele nunca esteve aqui antes, e tudo é muito novo pra ele, não é à toa que ele pareça estar em extremo sofrimento quando chora! Não economize carinho, isso é tudo que ele precisa. converse, brinque, cante, abrace, carregue-o no colo, massagei-e, faça com que ele se sinta amado durante todo o tempo, por estar em adaptação ele não se conforma com doses homeopáticas de carinho e atenção, acredite ele precisa muito mais de você do que as outras pessoas, elas podem esperar!

E depois desses três meses você poderá então comemorar, afinal já faz um ano que o seu bebê existe para você! E as coisas ficarão mais fáceis, as cólicas irão diminuir, o choro será mais controlável, e as interações e descobertas cada dia mais deliciosas!

 

 

TV Catia Fonseca 8 dicas para você cuidar do seu bebê durante a exterogestação Gabriella Jurno Gabriella Jurno é psicóloga, psicopedagoga e educadora parental.
Redes sociais
Instagram: https://www.instagram.com/nasceuumafamilia_/