Exercício da moda, subir escadas ganha adeptos e vira febre nos grandes centros com Maurício Marteleto Filho

Saúde

TV Catia Fonseca saúde exercício da moda subir escadas subindo

Sabrina Sato animou atletas a usarem escadarias paulistas para treino, mas modalidade merece atenção.

Os escadões de São Paulo viraram ponto de encontro de atletas dessa nova modalidade que, no Brasil, tem até uma musa: a apresentadora Sabrina Sato. A “subida de escadas” é um tipo de exercício que trabalha principalmente os músculos das pernas e os glúteos. Cerda de 30 minutos equivalem a uma hora de musculação. Os treinos podem ser feitos em locais diferentes garantindo variação de intensidade e extensão.

VEJA TAMBÉM: A influência do emocional na obesidade com a Dra. Maithê Pimentel Tomarchio

Mas, o ortopedista Maurício Marteleto aponta alguns cuidados que devem ser tomados. O esforço extra de subir cada degrau pode causar lesões musculares nas pernas, tendões e ossos. “Para quem está iniciando na modalidade, o ideal é ter acompanhamento de um profissional para receber a orientação correta”, destaca ele.



TV Catia Fonseca saúde exercício da moda subir escadas mulher subindo

Segundo o médico, a primeira preocupação deve ser com os calçados. Eles devem ter o solado adequado para absorver o impacto das pisadas e prevenir lesões. Os tênis próprios para esse tipo de exercício favorecem o amortecimento dos movimentos nos tornozelos e joelhos, diminuindo os riscos. Marteleto ressalta que todos os calçados têm vida útil, por isso, com o tempo, se desgastam e perdem a eficácia. “No caso daqueles que treinam todos os dias, o período de uso do tênis é de dois a três meses, pois quando ele está desgastado perde a capacidade de absorver o impacto e pode causar lesões”, explica.

VEJA TAMBÉM: Preenchimento Labial com Dra. Maria Paula del Nero



TV Catia Fonseca saúde exercício da moda subir escadas homem subindo

 

O especialista alerta ainda que, se durante a prática do exercício, a pessoa sentir algum desconforto nos membros inferiores, ela deve logo procurar ajuda médica. Nos casos em que o paciente relata dor durante a caminhada, o ortopedista, além de exames específicos de imagem para avaliar as causas do problema, leva em consideração também como é a marcha do paciente.

“A pisada correta gasta mais a porção lateral do calçado e se são observados desgastes na porção interna da sola, por exemplo, é um indicativo de pés planos. Outras vezes, alterações na pisada podem sinalizar problemas no quadril e na coluna. Se não for tratada a causa, a lesão pode se tornar mais séria”, pontua.

 

 

TV Catia Fonseca saúde exercício da moda subir escadas com Maurício Marteleto Filho ortopedista Maurício Marteleto Filho é ortopedista.

Contato:
Site: www.mauriciomarteleto.com.br

Redes Sociais
Facebook: https://www.facebook.com/CLINICAPROMOVIMENTO