As dietas drásticas que prejudicam o coração por Dr. Helio Castello

Nutrição

O controle de peso é extremamente necessário para a saúde, porque contribui para a regularização das taxas de colestrol e gordura corporal. Quem deseja perder peso deve receber uma avaliação cuidadosa e detalhada do seu estado nutricional e cardiovascular, como uma estratégia específica de emagrecimento que contemple a individualidade e as condições de saúde de cada pessoa.

Algumas dietas que causam mudanças drásticas e são feitas sem acompanhamento prejudicam o coração e o equilíbrio do corpo. Isso porque elas podem acarretar desnutrição e perda de componentes importantes para o desenvolvimento de atividades normais. Tv Catia Fonseca Cuide da sua saúde Veja como dietas drásticas prejudicam você Fita métrica enrolada na cintura

Muitos desses “regimes”, que prometem uma grande perda de peso em pouco tempo, requerem uma restrição excessiva de nutrientes essenciais para uma alimentação saudável. Essa deficiência nutricional pode levar à dilatação do coração. Assim, é imprescindível ter acompanhamento médico durante o processo de emagrecimento.

Tv Catia Fonseca Cuide da sua saúde Veja como dietas drásticas prejudicam você Fita métrica e balança

Reduzir muito a quantidade de carboidratos nas refeições também é prejudicial, já que eles constituem uma importante fonte de energia para as células. A baixa de calorias, aliada à perda de proteínas e de algumas vitaminas, pode acarretar em miocardiopatia – alteração muscular do coração, impedindo o bombeamento correto e eficaz do sangue – por deficiência de vitamina B, assim como também ocorre em alcoólatras.

O excesso de carboidratos tampouco é benéfico, já que pode elevar os níveis de triglicérides e de colesterol. Ele também pode piorar o controle do diabetes, levando, ao longo prazo, à obesidade com sobrecarga pressórica e mal funcionamento cardíaco.

O consumo de medicamentos utilizados como agentes emagrecedores também pode representar um grande risco à saúde, já que esses remédios aceleram o metabolismo, causando alterações do ritmo cardíaco e arritmias.

 

VEJA TAMBÉM:
Os 5 maiores vilões do coração por Dr. Hélio Castello

Existem alimentos que possuem nutrientes muito benéficos ao coração, pois ajudam no controle do colesterol, hipertensão e diabetes. Ômega 3, fibras e vitamina E são alguns dos que contribuem para as funções cardíacas. Os verdadeiros amigos do coração são o salmão, o atum, a linhaça, o abacate, a sardinha, o farelo de aveia, a alface, o espinafre, a beterraba e a lentilha.

Embora não haja pesquisas que comprovem que determinadas dietas possam fazer mal ao coração, qualquer restrição alimentar que altera o equilíbrio do corpo pode acarretar desnutrição e perda de componentes importantes para a manutenção de uma vida saudável.

a

a

Tv Catia Fonseca Cuide da sua saúde Veja como dietas drásticas prejudicam você por Hélio Castello Hélio Castello é médico cardiologista.
Contato
Site: http://www.grupoangiocardio.com.br/