Feminicídio: 5 sinais de um relacionamento abusivo por Fredy Figner

Dicas

A mídia constantemente apresenta casos de violência contra as mulheres. Vale ressaltar que violência contra mulher é todo ato que resulte em morte ou lesão física, sexual ou psicológica. Vale lembrar que este texto será direcionado ao público feminino, mas que casais heterossexuais, homossexuais e homens também podem receber tais abusos pelos parceiros. Atualmente o caso mais chocante é o da morte da advogada que foi agredida pelo marido no Paraná. Os números do feminicídio  do Brasil são alarmantes. Entenda feminicídio como o assassinato de uma mulher pela condição de ser mulher.

Por isso, todo cuidado é pouco. E entender o perfil do parceiro (a) que estabelecem uma relação abusiva, e que aos poucos pode transformar a sua vida em um completo caos. Inicialmente as agressões físicas, verbais ou psicológicas ocorrem de forma sutil, com as desculpas do tipo de “É porque eu te amo”, mas no fundo podem esconder o perfil de abusadores. Veja agora, alguns sinais para identificar se você está em uma relação abusiva:     

1- Carinhos carregados de posse e controle

Mesmo com um discurso do “Eu te amo” o parceiro(a) tenta controlar sua vida, emoções e tenta te manipular a todo momento visando podar sua espontaneidade.

2- Você começa a duvidar de você

O abusador(a) tenta constantemente fazer a companheira duvidar da própria percepção da realidade. Faz você sentir-se culpada e afeta diretamente a sua autoestima. Você começa sentir-se incapaz e dependente desta relação.

3– Agressões físicas

São mais do que tapas ou socos. Empurrões, beliscões ou puxões de cabelo denotam um contato físico agressivo. Geralmente o agressor(a) é impositivo e dá ideia de que você merece tal tratamento  violento ou uma surra. “Você está apanhando porque merece”.

4- Ciúme e posse Com um discurso pautado no amor, começa impedir a pessoa de ser ela mesma, proíbe de sair para lugares, de usar maquiagem, roupas, sapatos ou de se arrumar mais. Pode inclusive controlar suas finanças, metas e objetivos.

VEJA TAMBÉM: O amor simples e não simplista por Fredy Figner

 

5- Desqualifica você Nada que você fala, pensa ou opina tem importância. Faz crítica a todo o momento e faz você sentir-se burra ou sem opinião sobre tudo. Afirma que ninguém vai querer ficar com você e de que ele(a) é sua única opção, tratando-se de relacionamento. É importante ficar atenta a estes sinas ou em caso de dúvida procurar ajuda com psicólogos especializados ou até mesmo ligar para o número 180 da Central de Atendimento à Mulher. Também pode acessar o link abaixo e compreender um pouco mais sobre o assunto. http://www.spm.gov.br/assuntos/violencia/ligue-180-central-de-atendimento-a-mulher

O agressor(a) tende a vitimizar-se, falar que vai melhorar e que isso não ocorrerá de novo. Caso esteja no início de uma relação e perceba os comportamentos citados, cuidado! Você pode estar entrando em uma fria. Já no caso de relacionamentos mais antigos o mais indicado é procurar ajuda especializada. Ninguém é obrigado a viver uma vida infeliz e se relacionar com alguém que te desmereça, agride ou desvaloriza. Antes de gostar de alguém é preciso cuidar-se de si, da sua integridade emocional e especialmente de sua segurança física. Todo cuidado é pouco.

Fredy Figner  Fredy Figner é psicólogo, treinador e palestrante. 
Rede Social 
Facebook: https://www.facebook.com/fredyfigner 
Site: http://fredyfigner.com.br/