Vocalista do Sorriso Maroto, Bruno Cardoso conta grande drama de saúde e doença incurável: “medo de morrer”

Vocalista do Sorriso Maroto, Bruno Cardoso conta grande drama de saúde e doença incurável: "medo de morrer" Foto: Reprodução
Vocalista do Sorriso Maroto, Bruno Cardoso conta grande drama de saúde e doença incurável: “medo de morrer” Foto: Reprodução

O vocalista do Sorriso Maroto, Bruno Cardoso deixou os fãs apreensivos no ano passado. Após se afastar dos palcos para realizar um procedimento médico devido uma miocardite que foi diagnosticado, o sambista acabou sendo substituído durante algumas apresentações, porém, logo voltou as atividades profissionais.

A doença nada mais é do que uma inflamação em um músculo do coração, que é responsável pela contração do órgão e bombeamento do sangue. Após cinco meses afastado, Bruno retomou seus compromissos com o Sorriso Maroto. Desde então, participou de grandes espetáculos com o restante do grupo de sambistas.

Em um bate papo com o Blog do Leo Dias, ele abriu o jogo sobre a doença e afirmou que não está 100% curado do problema que foi diagnosticado em março do ano passado. Em tons de revelação, Cardoso contou que os sintomas da complicação que enfrenta podem causar maiores problemas, como a insuficiência cardíaca.

“Ainda não tenho a cura total, mas já tenho uma condição que me permite conduzir o show da forma como eu fazia antes de ficar doente. Estou muito feliz e confiante. Não tenho uma previsão de cura, porém, estou em evolução constante”, conta Bruno, que acaba de lançar um novo CD e iniciar uma turnê.

Bruno Cardoso e Thiago Martins no Altas Horas (Foto: Fábio Rocha/Globo)

Quando questionado sobre a sua ausência nos palcos, Bruno revelou que não tem medo de deixar o grupo no comando dos amigos, afinal, se necessário, ele tem confiança total nos médicos para realizar todos os procedimentos necessários, visando sua cura.

“A confiança dos médicos me deixa seguro. A equipe da época da internação continua comigo até hoje, faço exames periódicos e tenho me cuidado. Isso traz uma segurança e autoestima para seguir com a minha vida como sempre foi. Infelizmente, não há previsão de cura, posso fazer um exame amanhã e estar curado, como o resultado pode dizer que não”, contou ele.

Por fim, Bruno ainda agradeceu a energia e reconhecimento do público, que, para ele, é primordial no momento da recuperação.

“Estou feliz e confiante, o contato com o público traz uma energia boa e foi muito legal ver como as pessoas passaram a enxergar a minha vida. O olhar das pessoas comigo ficou totalmente diferente e é interessante que acabou ressaltando um lado mais humano”, finaliza o vocalista.

À frente do Sorriso Maroto, que atualmente trabalha em um álbum completamente diferenciado, Bruno Cardoso ainda relembrou como foi a sua recuperação: “Fiquei internado, sofri calado, tive medo de morrer sim, mas me entendi, me reconstruí e me reergui. Foram 6 meses, 188 dias e mais de 27 mil minutos para repensar a vida, sentir saudades, conhecer com quem posso contar e pra quem quero cantar. O ontem passou. A doença, essa não mais me pega. Estou mais forte, pudera. Estou aqui pra dizer: que saudade!”, finalizou o cantor.