Quadro do Caldeirão do Huck termina em tragédia após acidente grave

Quadro do Caldeirão do Huck com "dominó humano" (Foto: Reprodução/TV Globo)
Quadro do Caldeirão do Huck com “dominó humano” (Foto: Reprodução/TV Globo)

Quadro do Caldeirão do Huck terminou em acidente

Neste sábado (17) o Caldeirão do Huck exibiu na Globo um quadro que mostrava a tentativa de bater um recorde mundial de “dominó humano”. Com tudo, a situação não saiu como esperado.

Isso porque segundo informa o jornalista Leo Dias a brincadeira do Caldeirão do Huck não terminou tão bem quanto pareceu na exibição. Houve um acidente e bombeiros e uma ambulância foram requisitados. Um dos integrantes do dominó, que não teve a identidade contada, sentiu fortes dores no joelho quando atingido por outra peça do dominó humano, com colchões, como pode ser visto na imagem.

 

Quadro do Caldeirão do Huck com "dominó humano" (Foto: Reprodução/TV Globo)
Quadro do Caldeirão do Huck com “dominó humano” (Foto: Reprodução/TV Globo)

Ele reclamou com a produção do Caldeirão do Huck após a atividade, e precisou deixar o local em uma ambulância. Procurada, a Globo, ainda na sexta-feira (16), informou que precisaria apurar o que realmente ocorreu e somente deu uma resposta no domingo (18), após a exibição do programa.

 

A nota enviada pela Globo informou que enquanto participava da gravação do Caldeirão do Huck, um dos participantes sentiu dores no joelho e avisou à produção ao final da dinâmica, relatando também que já tinha problemas nesta articulação. Após receber os primeiros atendimentos dos bombeiros e equipe médica que acompanhavam a gravação, ainda no local, foi levado para o hospital para avaliação e recebeu alta no mesmo dia.

A atração juntou duas mil e dezenove pessoas alinhadas com colchões para bater o recorde. A filmagem foi realizada no dia 6 de agosto em um dos pavilhões do Rio Centro, local próximo aos Estúdios Globo. A meta era bater o recorde de duas mil e dezesseis pessoas conquistado pela China em 2016.