O Tempo Não Para: pai de Samuca revela que a verdadeira bandida é Carmen

Carmen e Livaldo em O Tempo Não Para (Foto: Reprodução/ Globo)
Carmen e Livaldo em O Tempo Não Para (Foto: Reprodução/ Globo)

Samuca (Nicolas Prattes) terá um embate com o pai em O Tempo Não Para.

Livaldo (Nelson Freitas) reivindicará a criação do adubo que deu origem à Samvita, empresa do Samuel. “Você planejou tudo desde o início, não foi? Você queria desviar a minha atenção com esse papo de pai e filho, de querer se reaproximar de mim… O que você queria era entrar na Samvita e quebrar com a empresa, como você está fazendo agora… Tomando pra você a patente do adubo Vitae… Você está fazendo isso tudo por dinheiro!”, disparará o rapaz.

Livaldo declarará que a ideia do adubo foi dele. “Tudo que você tinha era uma ideia incipiente, um esboço sem valor nenhum”, rebaterá Samuel. “Um esboço promissor… Tanto que deu origem ao adubo Vitae”, dirá Livaldo. “Quem desenvolveu o adubo fui eu. Com a ajuda e o investimento da minha mãe. Ela vendeu a única coisa que a gente tinha pra ajudar nas pesquisas, aquele carro velho”, falará o jovem.

Samuca em cena de O Tempo Não Para (Foto: Reprodução)
Samuca em cena de O Tempo Não Para (Foto: Reprodução)

Livaldo comentará que o carro era seu. “Ainda assim você acha mesmo que é o dono do adubo…”, afirmará o empresário. “Eu sou… Eu registrei a primeira patente, antes da sua mãe me mandar embora!”, disparará o patriarca. “O adubo é patente minha, está no meu nome… E eu liberei a fórmula pro mundo inteiro. Foi a melhor coisa que eu podia ter feito… Você não tem nada a ver com isso. Você sumiu no mundo”, disparará Samuel.

Livaldo falará que tentou retornar por diversas ocasiões, todavia que Carmen (Christiane Torloni) o afastou dele e que o ama. “Quero provar pra você que eu não sou o bandido dessa história. A bandida de verdade é a Carmen!”, comentará ele. Em um ímpeto, Samuca levantará Livaldo pelo colarinho. “Você não vai falar assim da minha mãe!”, ameaçará.

“Não quero acabar com você, muito menos com a sua empresa. Só quero o que é justo. A Carmen sempre me tratou como um lixo, nunca me deu o devido valor… Agora quero o que é meu por direito”, rebaterá o pai. Samuca declarará que é a lei quem vai resolver sobre esse assunto e comentará que nunca mais quer ver o seu ascendente na frente. “Presta atenção… Esquece que eu existo… De verdade! Não quero nunca mais ter que olhar pra sua cara!”, ordenará o jovem.