Mensagens de Kéfera detonando mulheres, homossexuais e idosos vêm à tona após barraco no Encontro

Kéfera debateu com rapaz no Encontro com Fátima Bernardes (Foto: Montagem)
Kéfera debateu com rapaz no Encontro com Fátima Bernardes (Foto: Montagem)

Um episódio polêmico aconteceu recentemente durante edição do programa Encontro com Fátima Bernardes e foi protagonizada pela atriz Kéfera Bunchman e um rapaz da plateia. Tendo o feminismo como tema principal, a atração discutia o verdadeiro significado do movimento, que ainda divide muitas opiniões entre a sociedade.

Em determinado momento, um rapaz chamado Wallace resolveu dizer o que acha do movimento. Ele concordou que as mulheres e homens devem ter direitos iguais, inclusive salários, mas utilizou uma situação que aconteceu em seu cotidiano para criticar algumas pautas feministas.

Kéfera, que estava entre as convidadas do programa, não gostou nem um pouco da atitude do rapaz e o interrompeu para dizer que ele estava praticando mansplaining (quando um homem acha que deve explicar algo para uma mulher sobre um assunto que ela domina).

Depois, Wallace a interrompeu para explicar que não estava tentando “explicar” o que era feminismo. Nesse momento, Kéfera o interrompeu para dizer que ele estava praticando manterrupting, quando um homem interrompe o raciocínio de uma mulher.

Fátima Bernardes ouvindo rapaz da platéia no Encontro (Foto: Reprodução/Globo)
Fátima Bernardes ouvindo rapaz da platéia no Encontro (Foto: Reprodução/Globo)

A situação, é claro, acabou dividindo a opinião dos internautas. Enquanto uns aplaudiram a atitude de confronto promovida pela jovem atriz, outros detonaram. Isso porque consideraram que ela própria praticou as interrupções que condenou no palco da atração.

O fato é que a campanha contra e a favor da atriz continua quente nas redes sociais. Agora, por exemplo, tweets antigos da ex-youtuber contra grupos minoritários foram ressuscitados pelos críticos de sua atitude. A maioria deles, ofendendo mulheres.

Queria muito perfurar os olhos dessa vagabunda e com tesouras pra cortar unha e arrancar as mãos dela”, escreveu ela em agosto de 2010. “Por isso eu digo: toda ex-namorado [sic] do seu namorado deveria morrer. Tudo piranha, suas vacas”, disse a atriz em 2013.

No passado, a atriz também disparou contra homossexuais e mulheres com termos pejorativos. “Tudo puta e viado porra”, comentou em 2012 no microblog. E nem os idosos escaparam. “César *FDP*… VSF velho podre do caralho”, escreveu Kéfera em 2014.

Histórico

Ressuscitar postagens antigas de alguém que está na mira de determinados grupos não é algo inédito no Brasil. O cantor Biel também não escapou dos detetives virtuais e, após assediar uma jornalista durante entrevista, teve uma série de tweets ofensivos contra diversos grupos da sociedade ressuscitados.

Recentemente, o youtuber Júlio Cocielo fez uma publicação considerada racista e teve uma série de piadas ofensivas feitas sobre negros no passado ressuscitadas no Twitter. Bruno Gagliasso, cuja esposa fez campanha explícita por boicote contra o rapaz, teve tweets considerados homofóbicos ressuscitados na época.

O youtuber Júlio Cocielo (Foto: Reprodução/YouTube)
O youtuber Júlio Cocielo (Foto: Reprodução/YouTube)

Esse episódio envolvendo Julio Cocielo, inclusive, motivou uma série de youtubers e influenciadores digitais a deletarem tweets antigos. Um deles foi o também youtuber Rezendeevil, que disse que os tweets foram apagados de maneira acidental.