Maria na novela Jesus, Juliana Xavier comenta polêmica em torno da personagem

Maria, personagem de Juliana Xavier em Jesus (Foto: Reprodução)

Maria, personagem de Juliana Xavier em Jesus (Foto: Reprodução)

A Record estreou recentemente em sua programação a novela Jesus. Assim como a antecessora, Apocalipse, a trama vem causando polêmica entre os telespectadores católicos. Tudo por conta da personagem Maria, a mulher que deu à luz Jesus aqui na terra.

Os católicos, que a têm como mãe, acreditam que ela não teve outros filhos além de Jesus, e que teria morrido virgem e subido ao céu. Na novela da Record, Maria tem outros filhos, inspirados em algumas passagens da Bíblia que falam dos irmãos de Jesus.

Em entrevista ao portal UOL, Juliana Paiva, que interpretou Maria na primeira fase da trama, falou sobre essa Maria diferenciada. “Bateu insegurança, lógico. A questão de não ser a Maria do presépio, ser a Maria que beija na boca, que tem outros filhos depois de Jesus, muita gente vai falar”, contou.

José (Guilherme Dellorto) e Maria (Juliana Xavier) em cena da novela Jesus (Foto: Munir Chatack/Record)

José (Guilherme Dellorto) e Maria (Juliana Xavier) em cena da novela Jesus
(Foto: Munir Chatack/Record)

Tivemos direcionamento, referências, mas lógico que busquei por fora. Li muito, assisti a séries e filmes para entender a atmosfera de como a mulher se posicionava na época. Meu receio era virar aquela Maria da imagem. Nada contra [a imagem] porque a vi a vida toda”, completou.

ENTENDA A POLÊMICA

Como o TV Foco já informou, um bispo católico incentivou em suas redes sociais um boicote contra Jesus. Calma, estamos se referindo à novela que a Record está exibindo atualmente em sua única faixa de tramas inéditas. O religioso opinou que os católicos que assistem à produção pecam gravemente.

Essa é uma atitude que vem sendo tomada por alguns representantes da instituição, além de páginas católicas nas redes sociais. As motivações são principalmente por causa de Maria, personagem de Juliana Xavier que é descrita na Bíblia como a mãe de Jesus.

A divergência diz respeito ao modo de vida seguido pela personagem após o nascimento de Jesus. É que a sinopse da novela da Record já deixa claro que Jesus terá outros irmãos. Ou seja, na casa de Edir Macedo, Maria e José eram relações que resultaram em outros filhos além de Jesus.

Essa é a visão protestante predominante, que é usada como base para o folhetim da emissora de Edir Macedo. É inspirada em trechos da Bíblia que citam os nomes dos irmãos de Jesus e até indicam que Maria não “conheceu” José até que teve Jesus.

A igreja Católica, no entanto, interpreta a palavra “irmãos” descrita na Bíblia como uma tradução para “primos”, pois considera que a mulher nasceu e permaneceu sem pecado até sua morte. Ou seja, não poderia ter se deitado de fato com José. Em artigo, a revista Superinteressante rebate essa visão romana.

“Os livros do Novo Testamento não são traduções. Eles foram escritos diretamente em grego, sem essa fase de tradução. No grego, ao contrário do aramaico, sempre existiu a palavra para se referir a ‘irmãos’. E é ela que aparece nesses textos, no lugar do termo ‘primos’. Estaria aí, segundo alguns pesquisadores, uma prova de que Maria teve outros filhos além de Jesus”, diz a publicação.

Outra crítica dos católicos à produção diz respeito ao discurso de empoderamento feminista que teria a personagem, que apareceu na novela como uma mulher forte e que não se deixa humilhar por homens. Os trechos bíblicos não deixam clara a personalidade de Maria nesse sentido.