Maisa relembra drama na infância após ataques no programa Pânico deixa público perplexo

Maisa Silva falou sobre o seu estado psicológico em seu perfil no Twitter (Foto: Reprodução)
Maisa Silva falou sobre o seu estado psicológico em após trauma na infância (Foto: Reprodução)

Maisa Silva abriu o coração e relembrou sua infância que foi cercada por holofotes devido a sua fama precoce

Nesta quarta-feira, 17 de julho, a apresentadora Maisa Silva, que comanda o Programa da Maisa aos sábados na emissora de Silvio Santos, relembrou sua infância e deu detalhes de como lidou com a fama enquanto crescia na frente das câmeras.

Em entrevista para o programa ‘Provocações’, da TV Cultura, Maisa afirmou que não sofreu pressões por ser famosa desde pequena e que foi muito bem cuidada pelos seus pais para não ‘enlouquecer’.

 

No entanto, um episódio em especial, acabou saindo do controle dos pais de Maisa e a jovem relatou que sofreu bullying na escola quando tinha entre seis e sete anos e revelou história inédita com o extinto programa Pânico.

A queridinha de Silvio Santos contou que acabou levando o apelido de ‘menina monstro’ que foi dado pelo quadro do Pânico na época.

 

Maisa Silva, estrela do SBT, desabafou e contou que o apelido acabou se espalhando pela escola. “Gritavam: ‘Não encosta nela que você vai virar um monstro’. Eu ficava triste. Nessa época, eu tinha uns 6, 7 anos. Ficava triste porque conhecia o pessoal do Pânico e sabia que era brincadeira, mas meus amiguinhos não”, revelou ela, que é muito bem resolvida com suas questões pessoais e conseguiu superar o episódio.

Maisa é dona do seu próprio programa no SBT; a estrela aparece todos os sábados na presença de convidados famosos (Foto: Reprodução/ SBT)