Globo põe fim em novelas e superséries às 23h e define nova programação

Fábio Assunção (Ramiro) e Alexandre Nero (Pedro) em Onde Nascem os Fortes (Foto: Globo/Estevam Avellar)
Fábio Assunção (Ramiro) e Alexandre Nero (Pedro) em Onde Nascem os Fortes
(Foto: Globo/Estevam Avellar)

O ano de 2019 ainda não começou, mas a TV Globo já tem planejada quase toda a programação. Entre as novidades, a emissora dos Marinhos resolveu colocar um fim nas produções diárias continuadas exibidas na faixa das 23h.

Inicialmente, o canal produziu o remake de O Astro, em 2011. O sucesso foi tamanho que a Globo seguiu produzindo tramas para o horário, entre elas Gabriela e Verdades Secretas. Em 2017, no entanto, a emissora interrompeu a sequência de novelas e estreou as famosas superséries, visando o mercado internacional.

Com Os Dias Eram Assim e Onde Nascem os Fortes, o canal carioca não conseguiu alcançar índices esperados. Para tentar recuperar os números, a Globo resolveu apostar em novas atrações. Formatos inovadores em dramaturgia e variedades são os mais cogitados. Procurada, a assessoria confirma a informação.

É bem verdade que a emissora possui diversas produções, até por causa do investimento feito para séries exclusivas do Globo Play. Existe a possibilidade, inclusive, de algumas delas migrarem para a TV. Ilha de Ferro e Assédio são as mais cogitadas.

Sophie Charlotte e Cauã Reymond (Foto: Divulgação)
Sophie Charlotte e Cauã Reymond estão em Ilha de Ferro (Foto: Divulgação)

Para ocupar o espaço que seria destinado para as superséries, a Globo ainda tem reality shows, como o The Voice, além de Se Eu Fechar Os Olhos Agora, série disponibilizada inicialmente no Now, serviço de vídeo sob demanda da Net e da Claro TV. É quase certa a exibição dela na TV, mas ainda não há informações de quando estreia.

VALE A PENA VER DE NOVO

Há um certo tempo, a Globo vem enfrentando dificuldades para conter o avanço da Record no fim de tarde. Com o Cidade Alerta, comandado por Luiz Bacci, a emissora de Edir Macedo assusta o canal carioca com índices bastante próximos. As atrações mais prejudicadas são Malhação e a nova novela das seis, Espelho da Vida.

Cordel Encantado: o amor de Jesuíno e Açucena está de volta no Vale a Pena Ver de Novo (Foto: Reprodução)
Cordel Encantado: o amor de Jesuíno e Açucena

De olho nisso, a Globo tomou uma atitude. Após uma sequência de novelas das nove, com Senhora do Destino, Celebridade e Belíssima, a direção escolheu a reprise de Cordel Encantado, folhetim das 18h exibida em 2011, para o Vale a Pena Ver de Novo. Procurada pelo TV Foco, a assessoria da emissora confirma a informação. A previsão é estrear em janeiro.

Escrita por Duca Rachid, Thelma Guedes e Thereza Falcão, com colaboração de Júlio Fischer, Manuela Diase Daisy Chaves, a obra conta a fábula sobre dois universos distintos: o encantamento da realeza europeia e as lendas heroicas do sertão brasileiro. Localizada no Sertão Nordestino, a trama aborda o triângulo amoroso entre Açucena, Jesuíno e Timóteo.

Quando exibida originalmente, Cordel Encantado registrou alta audiência. Ao todo, foram 24 pontos de média geral na Grande São Paulo. Em diversos capítulos, a novela chegou aos 30 pontos. No último capítulo, Cordel alcançou 34 pontos e 55% de share.

Cordel Encantado de volta no Vale a Pena Ver de Novo (Foto: Reprodução)

O folhetim contou com os atores Bianca Bin, Cauã Reymond, Nathália Dill, Jayme Matarazzo, Débora Bloch, Carmo Dalla Vecchia, Maurício Destri e Bruno Gagliasso nos papéis principais.

Dessa forma, a Globo pretende alavancar a sessão de reprises para que assim consiga impulsionar as demais produções exibidas na sequência, Malhação e Espelho da Vida, que sofrem diariamente com os baixos índices de audiência. Somente com o início do SP2 que a Globo começa a abrir uma boa vantagem na liderança.