Galvão Bueno tem salário de R$1,5 milhão reduzido na Globo, descubra quanto o narrador passa a receber

Galvão Bueno narrou a partida Brasil x Chile na Globo. (Foto: Reprodução)

O maior narrador do Brasil, Galvão Bueno que está na Globo desde 1981 renovou seu contrato com a emissora por mais quatro anos. No entanto uma questão delicada ficou acertada entre o Galvão e a emissora dos “Marinhos”, a diminuição do salário.

 

Segundo o jornalista Léo Dias, o Galvão Bueno ganhava em torno de R$1,5 milhão da emissora para narrar partidas especiais de futebol dos principais campeonatos mundiais, além de corridas de Fórmula 1. Mas um acordo ficou acertado entre o apresentador e a Globo, segundo a jornalista Monica Bergamo do jornal Folha de São Paulo.

Como todos sabem, o atual quadro econômico no Brasil não permite salários tão altos. A própria Globo já algum tempo não mantém aquele banco de elenco estelar, mantendo somente seus medalhões como contratados fixos: Fernanda Montenegro, Lima Duarte, Glória Pires, Tarcísio Meira, Glória Menezes, Tony Ramos, Regina Duarte e Antônio Fagundes. Galvão Bueno também faz parte desse time seleto.

 

E para Globo mante-lo em seu time fixo de funcionários, a emissora irá desembolsar R$1 milhão de reais, um dos maiores salários da casa. O desconte em seu holerite será de apenas R$500 mil.

Vale lembrar que para Galvão aceitar esse “rebaixamento” salarial, a Globo terá que libera-lo para participar de ações publicitárias, coisa que é extremamente proibida para todos os jornalistas da casa. Inclusive o narrador já tem contratos em vista com companhias aéreas que irão acontecer já a partir do meio do ano, quando estiver transmitindo a Copa América e Copa do Mundo Feminino.

O veto para a não participação dos jornalistas da Globo em campanhas publicitárias já fez alguns nomes importantes da casa pedirem transferência do departamento de Jornalismo para a area do entretenimento. Outro foram “promovidos” por ordem da casa mesmo como Fátima Bernardes, Tiago Leifert, Pedro Bial e Patricia Poeta. Recentemente Fernanda Gentil foi outro nome “transferido” para o departamento de entretenimento da Globo. Galvão Bueno segue com suas atrações do esporte dentro do jornalismo.

 

Só a título de curiosidade, 1992, Galvão Bueno chegou a deixar a Globo, quando resolveu assumir o departamento de esportes da Rede OM, atual CNT. Na época a emissora adquiriu com exclusividade os direitos de transmissão da Copa Libertadores da América. Após escândalos políticos envolvendo executivos da emissora, a Rede OM acabou sem fluxo de caixa para bancar todos os salários. E em 1993, Galvão retornou para a Rede Globo.

O narrador esportivo Galvão Bueno na Globo. (Foto; Reprodução)