Famosa jornalista relata luta pessoal contra vício, e revela: “Experimentei aos 3 anos”

Bárbara Garcia participou do Conversa com Bial e falou sobre o seu vício no álcool (Reprodução: TV Globo)
Bárbara Garcia participou do Conversa com Bial e falou sobre o seu vício no álcool (Reprodução: TV Globo)

A convidada do Conversa com Bial desta última quinta-feira (16), foi a jornalista Bárbara Garcia, que aproveitou a sua participação na atração global, para falar sobre o seu livro, “A Saidera”, onde relata a sua luta contra o vício no álcool.

Bárbara Garcia acabou chocando o público do programa, ao revelar que experimentou bebida aos 3 anos de idade: “Não comecei a beber com 3 anos, mas experimentei o gosto do álcool. Minha mãe conta que peguei copos numa festa, tomei e me encontraram no corredor trançando as pernas. Aos 6, furava bombons e tomava o licor, também me encontraram numa situação pecaminosa no corredor de novo. Aos 9, aí eu já lembro, meu pai foi jogar bola, comecei a tomar ponche, foram me achar de noite em uma estrada de terra em Sorocaba [interior de SP] deitada admirando a lua e cantando”, lembrou.

“Comecei a beber porque meu metabolismo é um e aquilo casou comigo, eu gostei. Bebia mais que os outros. Eu sou uma bebedora de grande sucesso: o Corinthians ganha, eu bebo; perde, eu bebo; empata, eu bebo, e eu sou santista (risos)”, continuou a jornalista.

Bárbara Garcia falou também das recaídas: “Já parei de beber algumas vezes. A minha recaída levou um ano uma vez, dois anos outra, e você tem que aguentar isso a seco”. Ela ainda falou sobre as maneiras que encontrou para driblar a pressão social para tomar álcool: “Quem bebe e não dá piti diz: ‘mas você é a alegria da festa’. Então fala que está tomando um antibiótico, assim a pessoa respeita”.

Ainda no Conversa com Bial, a jornalista lembrou também de uma situação vexatória pela qual passou: “Uma vez acordei com um cuecão e uma camiseta. Fui informada depois que estava conversando, dei um passo no jardim e tinha um tanque de carpas, caí e, quando voltei, parecia um monstro do pântano. Continuei molhada conversando com as pessoas”.

Bárbara Garcia ainda conta que o excesso da bebida faz com que a pessoa acabe não se amando da forma que deveria se amar:“Imagina a falta de cuidado com si próprio. Você acaba não tomando banho, não consegue cumprir horário. Toda vez que me meti com essa substância, saí perdendo. Dá pra ser feliz depois de parar de beber, quando você vê tudo o que construiu, não quer voltar”.

Bárbara Garcia apresentou o programa Saia Justa no GNT (Foto: Reprodução)
Bárbara Garcia apresentou o programa Saia Justa no GNT (Foto: Reprodução)

Vício de Renato Aragão

Renato Aragão, o eterno Didi da Globo, não consegue mais esconder de ninguém seu mais novo vício: a internet. Isso porque, atualmente fora do ar na Globo e sem previsão para voltar na telinha, o humorista resolveu apostar todas as suas fichas na internet para falar com seu público e ganhar dinheiro, mas se engana quem achava que Renato Aragão, o eterno Didi, não esteja ficando bravo com algumas coisas que ele vem descobrindo na internet.

Segundo o que foi apurado, Renato Aragão, o Didi da Globo, estaria muito bravo com um meme dele, que insiste em circular na internet. No tal meme, ele está em um programa de Xuxa Meneghel, o eterno Planeta Xuxa, e conta uma história de uma criança que passava muito fome no Nordeste, da qual teria sido o motivo para a ideia de Didi para a criação do Criança Esperança na Globo. Acontece que Didi conta que a criança perguntou para a mãe se no céu tinha pão, na sequência então a criança teria morrido. A história do humorista virou um eterno meme na internet, com direito a várias versões como música eletrônica, funk e mais.

Renato Aragão, o Didi (Foto: Reprodução)
Renato Aragão, o Didi (Foto: Reprodução)