Comediante detona Anne Hathaway e incita ódio contra a atriz

Humorista John Oliver (Foto: Reprodução)
Humorista John Oliver (Foto: Reprodução)

O conhecido humorista John Oliver, teve participação no evento PEN America Gala na terça-feira (21), e aproveitou seu bom humor de sempre para se referir e fazer uma ironia a atriz Anne Hathaway. Em público, John Oliver fez questão de lembrar o tempo que a imagem da atriz não estava nada boa.

O humorista começou a sua fala dizendo que as coisas estão muito difíceis nos últimos tempos, mas que ele acredita que haverá uma solução perfeita para melhorar a situação: “Nós estaremos bem quando a América voltar a odiar Anne Hathaway “, começou John Oliver.

Tentando justificar o que ele disse, John relembrou o ano de 2011, quando Anne foi bastante criticada pela a apresentação do Oscar, quando disse: “Na metade da presidência de Obama, eu estava mais bravo com Anne do que com qualquer outro ser humano. Isso é realmente importante: ela nunca fez nada de errado. Lembra quando ela apresentou o Oscar e foi extremamente forçada?”, relembrou o humorista.

Depois de muitas críticas a apresentação da atriz no Oscar, John Oliver disse que a imagem dela começou a melhorar novamente depois que ela recebeu o troféu da premiação e se mostrou muito humilde com a conquista. John explicou que depois desse fato, Anne Hathaway voltou a satisfazer o público.

John Oliver não cocluiu sua fala por aí e ainda disse que quase foi atropelado pela atriz.  “Eu juro, foi Anne. Ela olhou para mim, acenou e sorriu, e eu me lembro claramente de pensar: Po** Anne! Ela é absolutamente a pior!”, concluiu o humorista.

Atriz Anne Hathaway (Foto: Reprodução)
Atriz Anne Hathaway (Foto: Reprodução)

MAIS SOBRE OS FAMOSOS

Harvey Weinstein, o ex-produtor de Hollywood, foi acusado de cometer assédio e abuso sexual. Depois da repercussão gerada e os processos que foram feitos, Harvey aceitou entrar em um acordo judicial que vai sair a 44 milhões de dólares para ele, cerca de 180 milhões de reais. Segundo informações do jornal The New York Times, o e-produtor teria que pagar cerca de 30 milhões de dólares, o que chega a quase 122 milhões de reais às vítimas. Além de todo esse dinheiro, Harvey Weinstein tem que arcar com as despesas legais, que são muito milhões também.

Os advogados de defesa de Harvey Weinstein, esperam que o acordo que foi feito cubra todos os processos contra ele e contra a sua produtora, que acabou falindo depois das acusações. Mesmo com todas as despesas, o ex-produtor vai ter que ir ao tribunal devido as acusações criminais de outras mulheres. O julgamento a Harvey Weinstein está marcado para o dia 9 de setembro deste ano.