Bruno Gissoni surpreende e entra na polêmica da Damares com a filha: ‘Deus não vê cor’

Madalena Lavigne Gissoni e Bruno Gissoni (Foto: Reprodução/ Instagram)
Madalena Lavigne Gissoni e Bruno Gissoni (Foto: Reprodução/ Instagram)

O ator Bruno Gissoni, que deu um show de atuação como o Uirapuru de Orgulho e Paixão, surpreendeu os seguidores nesta quinta (03) ao entrar na polêmica da ministra Damares.

Isso porque a pastora do time do Bolsonaro disse toda empolgada em vídeo gravado no Congresso que a partir de agora, que começou o governo do ex-deputado, menino vai vestir azul e menina vai vestir rosa, causando frisson nos seus aliados que estavam em volta.

 

Damares é nova ministra do presidente Bolsonaro
Damares é nova ministra do presidente Bolsonaro (Foto: reprodução)

No mesmo dia, o ator global fez questão de ir até suas redes sociais se manifestar contra esse posicionamento da evangélica e dizer que apoia sua filha, Madalena Lavigne Gissoni, de um ano de idade, independente de tudo.

“Ela vai crescer sabendo que pode usar a cor que ELA quiser. Ela vai crescer sabendo que violência gera mais violência, que antes de nós o Brasil era dos índios, que Deus não vê cor, que religião merece respeito assim como as orientações sexuais de cada um, que pra termos um futuro precisamos plantar um presente, que temos um dos países mais desiguais do mundo e ao mesmo tempo o mais miscigenado, a cultura mais rica do planeta mesmo não tendo um ministério a representando”, declarou ele.

Bruno Gissoni, Yanna Lavigne e Madalena (Foto: Reprodução/ Instagram)
Bruno Gissoni, Yanna Lavigne e Madalena (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Filha, seja feliz vestindo a cor que te representa ❤️. Resista”, concluiu, postando uma foto de menininha vestindo azul. Nos comentários, o público se dividiu, mas a maioria apoiou o ator. “Ela vai se maravilhosa com certeza, com um pai desse”, disse um. “Criança mais fofa dessa internet toda”, comentou outra.