Antes de morrer, Marcelo Rezende foi submetido ao médium João de Deus

Marcelo Rezende e João de Deus (Foto: Reprodução)

Acusado de praticar abusos sexuais durante tratamentos espirituais nas proximidades de Goiás, o médium João de Deus já havia causado polêmica nos últimos anos. Uma delas envolvia o jornalista Marcelo Rezende, que havia procurado a ajuda do místico tempos antes do seu falecimento.

Segundo informações da revista Veja, Marcelo foi levado por Geraldo Luís ao centro espiritual de João de Deus, em Goiás, e lá, João de Deus revelou que ele deveria se cuidar com o nutrólogo Lair Ribeiro, best-seller de livros de autoajuda nos anos 1990 e 2000, em um tratamento alternativo.

Esses livros propagavam a dieta cetogênica (com restrição severa de carboidratos) como arma eficaz contra o câncer. “Todo paciente que fizer a dieta vai se beneficiar”, defende. A comunidade médica, no entanto, discordava, e a decisão de Marcelo Rezende, com base nos conselhos de João de Deus, foi bastante criticada.

“O câncer de pâncreas metastático é agressivo e não há alimentação que possa melhorar ou piorar o prognóstico”, disse o cirurgião Ben-Hur Ferraz Neto à Veja. Um Estudo da Universidade Yale mostrou que pacientes em terapia alternativa têm 150% mais probabilidade de morrer.

Geraldo Luís e Marcelo Rezende foram ao médium (Foto: Divulgação)

Amigos de Marcelo Rezende diziam que o contato entre os dois eram frequentes, e que ele chegava a pagar 50.000 reais semanais pelas práticas, que envolviam cápsulas “importadas”. “Quando Marcelo foi internado, Lair Ribeiro ficou uma hora com ele ao telefone, dizendo que a dor é o caminho da cura”, disse um parente.

Seus amigos apelavam para que ele retomasse ao tratamento convencional, mas foi em vão, e a morte chegou para o jornalista aos 65 anos.

DESABAFO DE XUXA

A apresentadora Xuxa Meneghel se posicionou sobre o polêmico João de Deus, suspeito de abusar sexualmente crianças e mulheres durante atendimentos. Em uma confissão no Instagram, ela alega que acreditou piamente nas suas palavras no passado e disse que teve um carinho especial por ele.

A loira explicou que chegou a gravar com o homem uma matéria que não foi ao ar na Globo, mas pediu perdão por ter divulgado o documentário do suspeito e acreditado na sua bondade.

O vídeo foi publicado na tarde desta quinta-feira (13), e Xuxa iniciou dizendo: “Oi, gente! Estou aqui para falar do seu João de Deus”.

Xuxa Meneghel (Foto: Reprodução)

“Eu conheci, fiz uma gravação que não foi ao ar na Globo, mas conheci e tive um carinho por aquela pessoa, mas infelizmente me enganei feio. Quero vir aqui e pedir desculpas porque já divulguei o documentário dele e falei que era uma pessoa legal e tudo. Estou até envergonhada”, lamentou ela sobre João de Deus.

E advertiu: “Falando em vergonha, queria que vocês entendessem que essas pessoas não fizeram a denúncia no passado por vergonha e medo. Mas quero dizer a todas vocês mulheres que estou com vocês. Sinto muito de verdade. Se tiver mais mulheres, denunciem! Ele tem que pagar por isso”.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Xuxa Meneghel (@xuxamenegheloficial) on